segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Vida de Corno (nas terças): MULHER, SANTINHA?


Minha mulher é direitinha, não faz essas coisas.

A gente pensa com cabeça de homem. Claro, pois homem é o que a gente é. E a gente não entende como funciona a cabeça da mulher. Ela vive num mundo diferente. Já ouviram falar que o homem quer transar e a mulher quer casar? Não é que ela não queira transar. Mas a mulher tem uma necessidade enorme de estabilidade social. Mulher precisa de uma marca: Namorada, Noiva, Esposa. Não tendo essa marca, ela se arrisca a ser muito pressionada. Pelos homens, machistas? Não, por suas (muy) amigas mulheres mesmo.

Já viram uma mulher se sentindo mais segura, confiante, rainha do mundo, quando está de braço com um marido? Pois é.

Uma mulher tem muito a perder com uma exposição pública. Transa com vários? Tem sempre algum imbecil querendo divulgar. Tirou fotos eróticas? Sempre algum enrustido que não gosta de mulher para divulgar pela internet, com o nome. Cúmulo da cachorrada. Dizer para o marido que quer experimentar outro? Pode dar separação.

Ou seja, pode haver muitas conseqüências ruins para a liberação. Mas digamos que não haja. Se a mulher tiver plena certeza de que, se ela transar com outro, na frente do marido, NADA vai lhe acontecer de mal?

Este é o teste pelo qual eu gostaria que muita santinha passasse. Uma coisa é você ser direitinha por medo. Mas se a sua gata soubesse que poderia gozar com outro como quisesse, e no final da noite voltaria para seu braço e abraço? Se o dilema da mulher fosse apenas esse:

• Terei meu marido, minha aliança no dedo, minha respeitabilidade de mulher casada;
• Terei meu marido, minha aliança no dedo, minha respeitabilidade de mulher casada... MAS TEREI PASSADO PELA EXPERIÊNCIA DE SENTIR OUTRO HOMEM.

Muitas santinhas desabariam.

Como a minha!

De homem liberal para homem liberal, Ludwig.

6 comentários:

  1. Amigos

    Esse texto é exatamente o que se passa na cabeça das mulheres, Parabéns.

    Ainda bem que temos sorte, mulheres como nós termos encontrados maridos que se assumem nossos cornos.

    Beijoss


    Cris e Paulo

    ResponderExcluir
  2. Eu gostaria muito de ver minha esposa dando para outro cara mas não tenho coragem de dizer isso a ela. Sei que nada eu faria a ela e a teria sempre ao meu lado. O que mais desejo é ver ela gemendo com um pica de outro cara e depois saber que eu não a perderia.
    Você tem alguma dica a dar?

    ResponderExcluir
  3. Já confindenciei a minha esposa que quero ser corno, que gostaria que ela desse para outro cara e depois voltasse para me contar tudo. Depois de muitas brigas ela disse que não entendia, mas iria fazer a minha vontade. Agora fico numa ansiedade tremenda esperando o dia em que ela chegará e dirá que gozou gostoso no cacete de outro macho.

    ResponderExcluir
  4. gostaria de ajudar a todos que queira a ser corno , mas sou um só , sou de VOLTA REDONDA MEU EMAIL é alexandrefelicianodeaguiar@yahoo.com.br ) meu skipe é alexandre.aguiar71)um abraço aguardo contato

    ResponderExcluir
  5. ola meu nome é Diego moro no rio de janeiro tenho 25 anos adoro fuder gostoso com mulheres casadas com seus maridos corninhos olhando ou mamando meu pau junto com sua esposinha safada se vc que ver eu arrombando e gozando na bucetinha apertadinha da sua esposa pode entrar en contato comigo tel 7707 5158 rio de janeiro

    ResponderExcluir
  6. ola meu nome e alex moro em barueri sao paulo sou negrao bonito alt bem dotado quero conhecer casais da minha regiao barueri osasco carapicuibo os enterssados entre oncontato tel 987981315 de segunda a sex das oito as 17hrs

    ResponderExcluir

Olá Ana Beatriz e Ludwig, sou/fantasio em ser corno (ou fazer de meu maridinho um) e penso o seguinte: